Quinta, 29 de Julho de 2021 06:07
93 991516680
Geral Pará

Histerectomias feitas no HGI promovem manutenção da vida de mulheres da região do Capim

"Fui recebida com muito carinho no centro cirúrgico por toda a equipe do hospital e a cirurgia ocorreu conforme o esperado. Só tenho a agradecer a Deus e a todos os profissionais, pois fui muito bem tratada desde a minha entrada. Também...

21/07/2021 19h55
414
Por: Redação Xingu230 Fonte: Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

"Fui recebida com muito carinho no centro cirúrgico por toda a equipe do hospital e a cirurgia ocorreu conforme o esperado. Só tenho a agradecer a Deus e a todos os profissionais, pois fui muito bem tratada desde a minha entrada. Também quero agradecer a médica que me operou. Ela é excelente".

Foto: Divulgação
O depoimento demonstra a gratidão da usuária Maria Margarete da Conceição Caetano, 40 anos, do município de Mãe do Rio. Submetida à histerectomia no Hospital Geral de Ipixuna do Pará (HGI). A usuária foi uma das 329 pessoas admitidas no Hospital este ano para a realização de cirurgias, que tiveram a vida preservada, graças ao trabalho da equipe multiprofissional da Unidade.

A histerectomia, que é remoção cirúrgica do útero, que também pode incluir a retirada das trompas adjacentes e do ovário, é geralmente indicada para mulheres com problemas graves na região pélvica, como o câncer de colo do útero ou de ovários, infecções, miomas, hemorragias, endometriose grave ou prolapso uterino. No SUS, a histerectomia é a segunda cirurgia mais frequente entre as mulheres em idade reprodutiva, só perdendo para as cesáreas. O HGI é uma das unidades hospitalares do SUS no Estado do Pará, que disponibiliza o serviço.

Segundo o diretor Técnico do HGI, clínico Geral, Frank Melo de Nazaré, existem duas indicações clássicas para a histerectomia, que são nos casos de miomas com sangramentos que não são controlados com medicação, e nos casos de miomas com volumes muito aumentados, com chance de compressão de outros órgãos e que causam sintomas como dificuldade para evacuar ou urinar.

Já para o câncer de colo do útero, conforme informou Frank Melo, a cirurgia só é tratamento nos casos bem iniciais. "No câncer do revestimento do útero, em quase todos os estágios, a cirurgia é indicada para o câncer de ovário sendo necessário tirar os dois ovários e fazer o procedimento. Esta cirurgia é realizada pelo SUS e rede privada, após avaliação do ginecologista", informa.

Frank Melo, diretor<em>técnico</em>do HGI
Frank Melo, diretortécnicodo HGI - (Foto: Divulgação)

A histerectomia da usuária Maria Margarete foi um dos 38.967 atendimentos realizados pela equipe multiprofissional do HGI no primeiro semestre de 2021. Entre eles, 329 cirurgias, destas, grande parte, ginecológicas, e entre elas, a histerectomia. Para ter acesso ao serviço no hospital, as pacientes são encaminhadas dos municípios da área de abrangência de atendimento do HGI, formada por 23 municípios do nordeste paraense conhecida como região do Capim.

Além das cirurgias, no primeiro semestre o HGI realizou 29.430 exames; 4.357 atendimentos feitos pelo Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU); 3.940 consultas ambulatoriais; 346 internações; 330 atendimentos de Urgência/Emergência e 235 atendimentos por intermédio do Serviço Social da unidade, chegando a média de 980 pacientes/dia na instituição.

Foto: Divulgação

Estrutura– O Hospital Geral de Ipixuna é um órgão do Governo que dispõe de 21 leitos e oferece atendimento nas especialidades Cirurgia Geral, Clínica Médica e Ginecologia, além de consultas ambulatoriais em Cardiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Ginecologia, Infectologia, Neurocirurgia, Anestesia, Ortopedia, Urologia e Vascular.

A unidade também atende solicitações para exames de ultrassonografia, raios x, eletrocardiograma e exames laboratoriais, além do serviço de pronto-atendimento referenciado 24 horas.

Texto: Joelza Silva

Por Governo do Pará (SECOM)
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.