AbasteceAki 01
Norte Energia
Queimadas

Promotoria reúne para tratar de combate e prevenção às queimadas

O Corpo de Bombeiros registrou 82 queimadas urbanas no segundo semestre

20/09/2019 09h51Atualizado há 3 meses
Por: Karina Pinto
Fonte: Ascom MPE PA
147
Foto: Província do Pará
Foto: Província do Pará

A 4ª Promotoria de Justiça de Itaituba promoveu reunião na quarta-feira, 18 de setembro, no auditório da sede das promotorias, para tratar das ocorrências de queimadas urbanas e florestais do município e articular ações de prevenção e combate. Desde julho até setembro deste ano, o Corpo de Bombeiros registrou 82 ocorrências na zona urbana de Itaituba e distrito de Miritituba.

A promotora de Justiça Mariana Cavaleiro de Macêdo Dantas convocou a reunião pela necessidade de combater e tomar medidas preventivas e de conscientização, principalmente em relação à zona urbana, onde as queimadas tornaram-se problema de saúde pública. Participaram representantes do 7º Grupamento de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Policia Civil e Policia Militar.

Foi relatado pela Defesa Civil que dispõe somente de três servidores, que atuam nas queimadas quando são acionados, não havendo planejamento preventivo específico para essa situação. O representante do Corpo de Bombeiros apontou o aumento de ocorrências no segundo semestre do ano. Já foram registradas 82 autuações na zona urbana de Itaituba e Miritituba, a maioria ocasionada pela queima de lixo e folhas secas. Destaca a necessidade de medidas preventivas pela secretaria municipal de Meio Ambiente.

A divulgação dos riscos da queima de lixo pela população e da proibição de queimadas urbanas é uma das estratégias para diminuir as ocorrências, associadas à autuação dos responsáveis. Os Bombeiros possuem limitações de pessoal e material, sendo importante a presença da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que não enviou representante e será chamada para nova reunião.

Foi sugerida a formação de um grupo voluntário de brigadistas, para auxiliar no combate aos incêndios. A promotoria deve articular a realização de treinamento, com participação de moradores por bairro, com o auxilio das instituições presentes na reunião. Será feito também contato com a Semma sobre a possibilidade de deixar um servidor de sobreaviso para autuações em horário fora de expediente.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários