Domingo, 16 de Maio de 2021 09:57
93 991516680
Geral Pará

Fundo Esperança inicia última rodada de concessão de crédito a partir desta terça (4)

Os beneficiários do Renda Pará 500 nascidos em agosto também devem comparecer a uma das agências do Banpará nos dias 4, 5 ou 6 de maio

04/05/2021 11h05
14
Por: Redação Xingu230 Fonte: Secom Pará

A partir desta terça (4) até a próxima quinta-feira (6), será realizada a última rodada de concessão de crédito do Fundo Esperança, direcionada a pessoas físicas e jurídicas nascidas ou constituídas no mês de dezembro. Os interessados devem procurar uma das agências do Banco do Estado do Pará (Banpará) na capital, Região Metropolitana de Belém e demais municípios, no horário de 8h às 15h. Quem perdeu o prazo estabelecido pelo calendário de pagamento, terá até 90 dias para acessar o crédito.

Neste mesmo período, os beneficiários nascidos no mês de agosto poderão receber os recursos do Renda Pará 500. Segundo balanço divulgado pelo Banpará, até 18h10 desta segunda-feira (3), já foram pagos um total de 77.182 beneficiários, o que representa mais de 38,5 milhões. O Renda Pará 100 beneficiou 691.944 pessoas, o que equivale a mais de 69 milhões investidos.

“Este resultado mostra o compromisso do Governo com a população do nosso Estado nesse momento tão difícil que a sociedade vive por conta da pandemia. Todo o nosso time de servidores está comprometido com estes projetos econômicos para injetar recursos na economia, gerando emprego e renda para a sociedade paraense”, afirma José Fernando Gomes Junior, titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), que atua na articulação e intermediação dos pagamentos, em parceria com o Banpará.

Uma das beneficiárias do Fundo Esperança é Jeisiane Silva, que trabalha com confecções e semijoias. Ela utilizou os recursos do programa para reformar a sua residência, que também é o seu local de trabalho, e investir em vendas. “O Fundo Esperança foi muito importante para mim. Investi no telhado da minha casa, que estava cheio de goteiras e atrapalhava a produção, porque eu precisava até ficar de sombrinha dentro de casa. Também investi nas minhas vendas. Esse crédito foi muito importante para conseguir me manter e alcançar alguns objetivos”, afirma.                                                                              

FUNDO ESPERANÇA

O valor de cada financiamento observa os limites por pessoa física ou jurídica: até R$ 2 mil para empresários informais e integrantes da economia criativa; até R$ 5 mil para microempreendedores individuais (MEI), e até R$ 10 mil para microempresas. Além das empresas de pequeno porte e cooperativas de trabalho, também serão beneficiadas as cooperativas de agricultura familiar e transporte que poderão obter financiamento no valor de até R$ 15 mil.

A baixa taxa de juros do financiamento (0,2% ao mês) e o prazo para pagamento de até 36 meses, com carência de 180 dias para a quitação da primeira parcela, são as principais vantagens do programa.

Quem já contratou o Fundo Esperança no ano passado, a tomada de novos financiamentos será permitida desde que verificada a adimplência quanto aos valores recebidos pelo programa anteriormente.

Observa-se que é proibida a concessão de empréstimo a servidores e empregados públicos, microempreendedores e pessoas jurídicas inativas e/ou constituídos após a data em vigor do Decreto Estadual 1.352/2021.

Por Giovanna Abreu (SECOM)
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.