Quarta, 26 de Janeiro de 2022
93 991516680
Saúde Saúde

Estudo associa café e chá a menor risco de derrame e demência

Em artigo científico, pesquisadores associam consumo de quatro a seis xícaras de uma das duas bebidas pode trazer benefícios

17/11/2021 02h05
87
Por: Redação Xingu230 Fonte: R7 - Fernando Mellis, do R7

O consumo diário de quatro a seis xícaras de café ou chá está associado a uma menor incidência de derrame e demência em indivíduos saudáveis entre 50 e 74 anos, mostra um estudo publicado nesta terça-feira (16) na revista científica PLoS Medicine.

Cientistas da Universidade de Medicina de Tianjin, na China, analisaram informações de 365,6 mil pessoas cadastradas no UK Biobank — um banco de dados britânico com informações de longo prazo de saúde e hábitos de vida de indivíduos.

Durante os mais de dez anos em que foram acompanhados, 5.079 participantes do estudo desenvolveram demência e 10.053 experimentaram pelo menos um derrame.

O artigo conclui que pessoas que beberam de duas a três xícaras de café ou de três a cinco xícaras de chá por dia — ou uma combinação de quatro a seis xícaras de um dos dois tiveram a menor incidência de derrame ou demência.

Entre os que relataram beber entre duas e três xícaras de café ou chá diariamente, foi observado um risco 32% menor de acidente vascular cerebral (derrame) e 28% menor de demência, na comparação com os que não ingeriam nenhuma das duas bebidas.

A ingestão de café sozinho ou em combinação com chá também foi associada a menor risco de demência pós-AVC.

Todavia, os autores do estudo salientam que o UK Biobank "reflete uma amostra relativamente saudável em relação à população em geral, o que poderia restringir a capacidade de generalizar essas associações".

"Embora seja possível que o consumo de café e chá possa proteger contra derrame, demência e demência pós-derrame, essa causalidade não pode ser inferida a partir das associações", salientam.

Estudos anteriores já demonstravam que o consumo moderado diário de café (de três a cinco xícaras) pode resultar em benefícios cardiovasculares. O mesmo ocorre com o chá.

A ingestão de cafeína, entretanto, deve ser feita com cautela em pessoas hipertensas que têm dificuldade em controlar a pressão arterial, recomenda um artigo da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard. 

Estas bebidas são ricas em antioxidantes, flavonóides e substâncias que ajudam a prevenir doenças.

A FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA) recomenda a ingestão de no máximo 400 mg de cafeína em um período de 24 horas. Em termos práticos, isto representa cinco xícaras de café coado ou quatro expressos.

O ideal é que haja um intervalo de duas a duas horas e meia entre uma xícara e outra. Este é o tempo que o nosso organismo leva para eliminar a cafeína.

Os acidentes vasculares cerebrais estão entre as principais causas de morte e invalidez no mundo. Anualmente, cerca de 5 milhões de pessoas perdem a vida após um derrame, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Outros 5 milhões ficam incapacitados.

No Brasil, as mortes por AVC somaram 102,8 mil em 2020, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Altamira - PA
Atualizado às 11h25 - Fonte: Climatempo
29°
Nuvens esparsas

Mín. 23° Máx. 32°

33° Sensação
6 km/h Vento
75% Umidade do ar
67% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 33°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sexta (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Anúncio
Anúncio