Domingo, 24 de Outubro de 2021
93 991516680
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão rejeita projeto que proíbe transporte de dinheiro em shoppings no horário de funcionamento

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Para Marcel van Hattem, medida poderia acarretar desabastecimento A Comissão de Segurança Pública da Câmara ...

14/10/2021 15h00
27
Por: Redação Xingu230 Fonte: Agência Câmara de Notícias
Para Marcel van Hattem, medida poderia acarretar desabastecimento - (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Para Marcel van Hattem, medida poderia acarretar desabastecimento - (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados rejeitou proposta que proíbe o transporte de dinheiro para suprimento ou recolhimento nos caixas, em shoppings, supermercados e similares durante o período de funcionamento do estabelecimento.

A medida está prevista no Projeto de Lei 4060/19, do deputado José Medeiros (Pode-MT), e tem o objetivo de impedir o trânsito de valores e armamentos nos horários de maior circulação de pessoas.

O relator, deputado Marcel van Hattem (Novo-RS), recomendou a rejeição com o argumento de que a medida, se aprovada, prejudicaria empresas de transportes de valores, comerciantes e consumidores.

Riscos
“A restrição, só permitindo o funcionamento fora do horário comercial, poderá prejudicar o interesse público, uma vez que acarretará o risco de desabastecimento”, disse o relator. Ele acrescentou que a medida poderia promover insegurança e facilitar o planejamento e a execução das ações criminosas.

Na mesma votação, foi rejeitado o PL 2637/21, que trata do mesmo assunto e tramita em conjunto.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.