Segunda, 27 de Setembro de 2021
26°

Poucas nuvens

Altamira - PA

Economia Economia

Confiança do setor de serviços tem maior nível desde março de 2014

Melhore expectativas do segmento ocorre com o avanço da vacinação e previsões positivas para os próximos meses

29/07/2021 às 08h55
Por: Redação Xingu230 Fonte: R7
Compartilhe:

O Índice de Confiança de Serviços subiu 4,2 pontos em julho e atingiu os 98 pontos, maior nível desde março de 2014 (98,3 pontos), de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (29), pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Na comparação trimestral, o índice teve o terceiro salto seguido ao avançar 5,4 pontos entre maio e julho em relação aos três meses anteriores.

De acordo com Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE (Instituto Brasileiro de Economia da FGV) o quarto aumento de confiança consecutivo do setor ocorre com a melhora das expectativas nos próximos meses com um eventual aumento da demanda.

“A aceleração do programa de vacinação, o recrudescimento da pandemia e continuidade na flexibilização de algumas medidas restritivas parecem estar influenciando positivamente no humor dos empresários do setor”, analisa Tobler.

De acordo com a FGV, o resultado do índice deste mês foi influenciado principalmente pelo Índice de Expectativas, que subiu 6,5 pontos, para 105,6 pontos, maior nível desde novembro de 2012 (106,2 pontos).

Já o Índice de Situação Atual avançou 1,7 ponto, para 90,4 pontos, patamar idêntico ao de fevereiro de 2020, último mês sem os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia nacional.

"Essa melhora recente tem sido disseminada em todos os grandes segmentos do setor, mas é possível notar que tem sido mais forte justamente nos segmentos que mais sofreram ao longo de 2020", aponta a FGV.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Veja também