Segunda, 27 de Setembro de 2021
27°

Poucas nuvens

Altamira - PA

Pará Energia

Cerca de 30% de toda energia produzida no Pará é desperdiçada em “gatos”, segundo Equatorial

Somente em 2020 cerca de 140 mil casos de ligações irregulares foram registradas no estado. Belém é a cidade que lidera o número de incidentes, aponta o estudo.

28/07/2021 às 09h30
Por: Redação Xingu 230 Fonte: Ascom/Equatorial
Compartilhe:
Reuters/Oswaldo Rivas
Reuters/Oswaldo Rivas

Mais de 30% de toda a energia elétrica produzida no Pará foi desperdiçada em ligações irregulares, os populares “gatos”. A informação, divulgada nesta terça-feira (27) pela Equatorial Pará, revela que, somente no ano passado, cerca de 140 mil casos de ligações irregulares foram registradas no estado. Belém é a cidade que lidera o número de irregularidades, aponta o estudo.

Segundo a Equatorial, o índice de 30% de energia desperdiçada representa um aumento de 0,72% em relação ao ano de 2019. Esse percentual faz com que a Equatorial Pará figure na terceira posição de um ranking de perdas composto por 15 distribuidoras de energia do norte e nordeste do Brasil.

Ainda de acordo com o levantamento, Belém foi responsável por quase 20% desse total de ligações irregulares registradas no estado nesse período. Foram mais de de 28 mil “gatos” registrados. O ranking das cidades com mais irregularidades é completado por Ananindeua, Santarém e Parauapebas.

 

Os danos da irregularidade afetam a economia de forma significativa, segundo a Equatorial. A concessionária alerta que o furto propicia a sonegação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS), do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Confins), que vêm incluídos nas contas de energia elétrica e cujos recursos arrecadados são repassados integralmente aos Governos Federal e Estadual. Esses recursos poderiam ser investidos na construção de escolas, hospitais, construção e pavimentação de estradas, entre outras melhorias estruturais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários